ANJOS SEM ASAS
Depoimento de Rosângela
26 maio 2017

Olá … Como disse, câncer é uma doença da alma….. Sei que tudo começou há 22 anos atrás, quando na mocidade e já mãe de uma menina, em meio as dificuldades e solteira, me encontro grávida novamente. Sim, estava de 6 meses e caiu o mundo em minha cabeça. Como faria, se eu já tinha enfrentado uma gravidez sozinha? Então na época falei ao pai do bebê e ele não quis saber, ou sei lá que passou pela cabeça …enfim, estava eu sozinha novamente . Mas como colocar em risco mais um bebê? Aí foi a decisão mais difícil e a dor mais doída que comecei a sentir ….. A dor da separação , a dor do medo, a dor da repressão , a dor do julgamento, as piores dores estariam por vir. E veio a decisão por amor , amor de mãe. Resolvi fazer uma doação legal. Decidi por mim somente pois estava sozinha neste momento. Então, para minha felicidade e dor, ele nasceu um dia após o meu aniversário: dia 16-12-1994. Um menino lindo, forte, loiro, com umas mãozinhas gordinhas …….lindoooooo lindooooo. Então fiz cesária. Um bebê perfeito, e hoje ainda quando me recordo dos momentos meus olhos se enchem de lágrimas . Lágrimas de amor , amor por querer o melhor e naquele momento eu não poderia dar, pois já havia uma criança de 2 anos que dependia de mim…e ali começou a dor …..alma no momento que tive que sair do hospital e deixar aquele menino lindo lá , pois ninguém da minha família e amigos sabiam da gravidez. Estava sozinha e com uma dor que iria me acompanhar por longos anos.

Tinha feito cesária em uma sexta feira, e na segunda já estava trabalhando. Não morri pois sei os planos de Deus para minha vida, mas sofri muito calada sem ter ninguém para desabafar …querendo voltar e não tinha mais como …. Fui em uma audiência com juiz da vara da infância que a única coisa que pedi a ele foi ….não quero uma família rica ou de posses …só quero que dê muito amor, por favor quero que ele seja amado e muito… Passei anos de minha vida sem andar na rua em frente a vara da infância pois era como se uma faca estivesse em meu coração e sempre enfiando um pouco por vez …. E aos longos dos anos procurei pelas redes sociais , por muitos rostos de crianças, sem ter uma resposta. Foram anos de tortura de dor. Todos os anos comemorava o meu aniversario que é dia 15-12-1969, um dia antes, mas na verdade comemorava o dele aonde ele estivesse, era o dele que agradecia .

Mais os medos eram sempre meu companheiro, por querer saber onde estava com quem estava , se estava bem , se era amado , oh dorrrrrr que me assolava …por anos tive um relacionamento onde tive um filho. Não pensem que foi fácil , pois não foi, mas….também sofri e muito. Muitas vezes pensei que poderia ser um castigo , mas sei que Deus não faz isso , ele somente permite que passemos por aquilo que queremos, e as consequências vieram …. Mais uma vez sozinha . Agora criar as crianças e tentar viver sem culpa pois havida procurado por muitos lugares e sem resposta e mudei de cidade tentando uma nova vida …..foi ai que conheci o homem com quem me casaria , mas desde que o conheci eu queria desabafar , queria contar sobre um filho , mais eu não conseguia , tinha medo ,tive todos os sentimentos juntos e não consegui. Mas eu falava que queria tanto contar algo sobre minha vida , mas eu não conseguia. E aí se passaram anos e já aos 43 anos veio a surpresa: grávida …. Sim grávida. Meu Deus, uma mistura de emoção e medo, pois eu tive um filho e não estava comigo , era como se eu não fosse aquela mãezona que sou , havia eu falhado tanto .

E pedia muito a Deus mais um filho perfeito . A gravidez foi tumultuada, pressão alta, medo ,e quando fui em uma consulta a médica me disse: ‘hoje vai nascer as 11 horas’. De repente ela me disse, ‘não quero você pronta às 10 horas , não posso esperar’…. Aí veio o medo , medo de perder , de novo um turbilhão de sentimentos e medos …. Não podia perder esse menino, pedi muito a Deus que me desse a vida, e quase que o pior acontece. Mas como Deus tem planos para minha vida e de meus filhos, ele nasceu, graças a Deus. Mas passou um filme em minha cabeça de medo e depois de muitas percas , perdemos tudo: casa, carro, e com todas essas perdas perdi também meu casamento…e então lá estava eu sozinha de novo. Muitas coisas boas aconteceram e ruins também. Voltei a Curitiba novamente e vamos enfrentar a vida, mas a dor de ter deixado um filho me consumia por todos os dias . Comecei a lutar tudo de novo, mas eu procurava por muitos rostos sem resposta. Mas um belo dia fui agraciada a trabalhar na Bellos car, onde tudo começou a dar sentido na vida. Eu não sabia, mas Deus já havia planejado tudo …. Em maio, no dia 31 de maio, fui fazer um exame e foi encontrado um tumor de 10 cm na mama direita. Que medo, pois primeiro momento pensei: ‘não posso morrer, meus filhos… ahhhh aquele filho, onde estava? Não poderia morrer sem saber dele , teria que contar sobre esse filho, mas como? Ninguém acreditaria em mim…’. Fui diagnosticada com o câncer muito evoluído e maligno, resultado gravíssimo……….meu mundo quase caiu , mas não podia desistir, tinha vários motivos para vencer, um deles ainda nem sabia onde estava, como era, com quem estava .Dias e dores intermináveis … Até que um belo dia recebo essa mensagem no Messenger:

‘Olá Rosângela. Prazer em estar em contato com você. O assunto para você pode ser delicado, para mim já há algum tempo venho amadurecendo a ideia de entrar em contato com você, que a meu ver seria maravilhoso. O assunto é sobre o meu filho que adotei em Curitiba, nascido em 16/12/94. Caso queira entrar em contato comigo, será bem vinda. Abcs”.

Mas passaram-se dias, pois não abria direto o messenger ….quase morriiiii! Medo ,surpresa, emoção, tudo junto ali. Começou minha verdadeira vida e cura… Ahhh, cura sim, cura da alma, cura do câncer, iria saber do meu filho. Sim, posso chamar de filho, pois só eu sei que passei. Primeiro passo foi falar com essa mãezona que me procurou uma hombridade , uma pessoa maravilhosa que quando viu nas redes sociais minha foto careca ali foi a hora do reencontro, pois soube que estava passando pelo câncer … E para muitos câncer e morte …. Mais para mim foi a vida. Então começou uma nova vida vida sem receio, sem medo. Quando contei primeiro aos meus filhos, eles não acreditavam, mas confiaram em mim. Foi tenso, mas o amor já sentiam, amor de almas …

Primeiro contato com ele foi pedindo perdão, e ele me disse: ‘não pede perdão, você sabe que fez, agora você ficará bem , já tenho carinho por você’. Palavras dele ……chorei aliviada ……….mas ainda tinha muita coisas para conversar … Então resumindo, hoje estou totalmente curada, aliviada, e a pessoa mãe mais feliz do mundo, pois se havia uma página de minha vida virada, hoje não tem mais, graças a Deus, e aos meus 4 filhos. Como disse meu filho de 15 anos: “mãe, se alguém te julgar, pede para calçar os sapatos e caminhar no caminho que você andou , quero ver quem vai aguentar, te amo”.

Hoje minha cura tem nome: Lucas 22 anos , Brunna 24 anos, Richard 15 anos e Murilo 4 anos.

Rosângela de Fátima


Faça uma doação
Ajude a nossa luta!
(41)998118368 (Liz Tratz)
e.liztratz@gmail.com